Tweetar

Compartilhar



Apolo é um cãozinho bonzinho, que nunca fez mal a ninguém. Só queria viver, curtir, brincar e explorar o mundo.

Infelizmente, nem todos em sua casa apoiavam suas peraltices. Por algum motivo, foi jogado na rua. Passou dias morando na porta da casa que foi sua. Os que gostavam dele permitiam sua entrada, e os que não gostavam o colocavam na rua novamente. É assim foi vivendo.

Com o tempo, surgiram os conflitos entre os dois grupos, dos que gostavam do Apolo e dos que não o queriam ali. Ele era abandonado cada vez mais longe, mas sempre conseguia voltar, pois ele sempre foi um cãozinho esperto e inteligente. Era uma cidade do interior e ele, como semidomiciliado, conhecia tudo por lá.

Mas aí, a maldade humana mostrou que não tem limites e que pode chegar a um ponto em que os animais não conseguem se defender. Ele foi amarrado na linha do trem e viveu toda a angústia de ver a máquina se aproximando.

E como se fosse capaz de pensar (ou talvez protetores invisíveis estivessem pensando por ele naquele momento), o pequeno conseguiu se arrastar para fora dos trilhos, mas teve que sacrificar seus dois bracinhos, para preservar a vida.

mai17-0051-1-mgC

O trem passou e esmagou os dois bracinhos. Foi tanta dor que ele desmaiou. Quando esta insanidade foi descoberta, Apolo ainda agonizava. Foi socorrido e levado às pressas para uma clínica veterinária, onde recebeu todos os cuidados de que precisava.

O socorro havia demorado tempo demais e a amputação dupla foi inevitável.

E foi aí que o Apolo mostrou que ali, aprisionado no corpo de um vira-lata preto e de pelo espetado, habitava alguém verdadeiramente especial, que pra cá foi mandado pra ajudar na evolução humana.

E o vídeo mostra o porquê.

Hoje ele tem um pedaço dos braços, ganhou uma prótese e segue a vida. Também consegue andar muito bem sem o acessório (prótese), acabou se acostumando, esqueceu o passado e é o cãozinho mais feliz do mundo.

mai17-0051-2-mgC

Apolo tenta se adaptar, ora com as próteses, ora sem elas, e ora se apoiando em 2 pernas, o que pra nós é um sinal muito claro de seu estágio evolutivo.

mai17-0051-3-mgC

O nosso herói precisa ainda de algumas seções de reabilitação, para aprender a se movimentar melhor com as próteses, mas isso é impossível, pois ele ainda vive no interior, onde não tem esses recursos.

mai17-0051-4-mgC

Precisa de donos carinhosos e cuidadosos na Capital, e que se disponham a ajuda-lo nessa reabilitação.

Ele já foi castrado, vacinado, vermifugado e está ótimo de saúde. O exame de leishmaniose é negativo e já iniciou a vacinação também com a Leishtec.

E que venha a família temporária ou definitiva e, com ela, a reabilitação que ele tanto precisa.

E que fique claro que ele adora um sofá e consegue subir e descer sem ajuda.

mai17-0051-5-mgC

Contato: (31) 9 9985.1678 / 9 8725.1534 WhatsApp.

E-mail: adotarumpeludo@gmail.com

mai17-0051-mgC

Número do anúncio: mai17-0051-mgC