Tweetar

Compartilhar



Blue é uma gatinha bem novinha, que foi arrancada de um paraíso e trancada em condições precárias.

Ela era uma gata livre, quase selvagem, que vivia por sua própria conta, comendo o que conseguia caçar, na zona rural.

O problema é que ela acabou chegando à nossa área de reintrodução, onde animais silvestres lutam para se fortalecerem e conquistarem uma segunda chance, depois de terem passado pelo tráfico cruel de animais silvestres.

Blue 1

Lidar com os predadores naturais já não é tarefa fácil. Entretanto, os pássaros reintroduzidos não têm nenhuma chance contra um predador introduzido e tão eficiente quanto os tigres domesticados.

Infelizmente, entre o dia em que encontramos os primeiros sinais da presença de um felino na área, até o momento em que esta pequenina caiu na gatoeira, foram 5 dias.

E ela fez um grande estrago nesse período. Chegou a matar vários animais que ali estavam se agarrando ao que deveria ser uma segunda chance.

Blue 2

Sabemos que, pra ela, este resgate teve o pior de todos os sabores. Sabemos que não fizemos o bem a ela, mas não tínhamos outra escolha.

Soltá-la em outra área distante seria o mesmo que abandonar, ou transferir o problema de lugar.

Então, mesmo com todos os protestos e um choro sentido que durou a viagem inteira, trouxemos a menina para Belo Horizonte.

Blue 3

Ela será levada a uma clínica veterinária e receberá todos os cuidados necessários. Passará por consulta, exames, vacinas, vermifugação e castração.

Depois de tudo isso, será disponibilizada para adoção. Mas queremos pra ela donos muito especiais. Essa gatinha tinha tudo e, de uma hora pra outra, perdeu tudo.

Temos a consciência de que nós lhe tiramos tudo.

Blue 4

E se há uma forma de minimizar os impactos, será buscando pra ela donos que a transformem em uma gatinha de colo.

Queremos que ela tenha muito afeto, e que encontre comidinha gostosa nas vasilhas, pra nunca mais precisar caçar pra sobreviver.

A boa notícia é que essa adoção não é tão especial quanto imaginávamos que seria. Recebê-la não será nenhum sacrifício. Os novos donos não precisarão ter paciência, nem de tempo, nem de cuidados.

Blue 5

Assim que a tiramos da gatoeira, ela veio se esfregando e pedindo carinho. Tudo indica que ela foi uma gatinha estimada.

Chegar ao santuário talvez tenha sido apenas um acidente de percurso. Pode ter se perdido, ou mesmo fugido.

De qualquer forma, não podemos mais procurar seus donos na região, pois ela já conhece o caminho de nossa área e acabaria inviabilizando todo o trabalho que realizamos com animais silvestres.

Blue 6

O único caminho possível agora é mesmo buscar pra ela um novo começo.

A ração que lhe oferecemos, a título emergencial, era a que tínhamos disponível. Ração de cachorro, com patê. Ela gostou muito, mas é claro que precisará de algo mais adequado.

Blue 7

Devorou duas vasilhas cheias, o que indicava que a fome era grande, apesar de todo o estrago que fez em nossas terras.

Blue 8

Demos a ela o nome de Blue, pois ela tem uma pelagem muito próxima do “azul”, com algumas manchas amarelas, estilo escaminha.

Os olhos verdes são muito expressivos.

Apenas algumas horas depois de ter sido capturada na gatoeira, já podíamos dizer que éramos amigos.

A pequena Blue já buscava o nosso colo. É uma gatinha muito dócil e carinhosa. Chega a ser carente.

Blue 9

Ainda estava um pouco assustada. É preciso lembrar que nossa casa é um território de lobos e, por isso, ela ficou bem desconfortável por aqui. Tivemos que confiná-la em um pequeno banheiro. Foi o melhor que conseguimos pra ela.

No dia seguinte, ela partiu para uma clínica veterinária, onde foi castrada, examinada e vacinada.

Blue 10

No período em que esteve na clínica, foi possível confirmar sua docilidade e sua facilidade de dar e receber carinho. Constatou-se também que ela é bem sociável com outros gatos.

A adoção chegou como ela merecia. Chegou desconfiada na nova casa.

Blue adotada 1

Também desconfiados ficaram seus novos irmãozinhos.

Blue adotada 2

Mas logo ela descobriu que ali tinha ração bem gostosa e começou a se soltar.

Blue adotada 3

A adaptação completa veio depois, quando descobriu que tinha colo à vontade.

Blue adotada 4 Blue adotada 5

Fica registrado nosso muito obrigado à Alcione, pela acolhida dessa tigrinha. Que ela seja feliz e estimada, acima de tudo.

Blue

Fica registrado nosso muito obrigado à Veterinária Alípio de Melo, que a recebeu e deu à Blue o tratamento vip que merecia.

cartao_veterinaria_alipio_de_melo