Tweetar

Compartilhar



Amor da minha vida, tenho que escrever estas palavras a ti para conseguir seguir em frente. Ontem morri junto contigo. Não acredito que não esteja mais ao meu lado, olho para cada canto da casa a tua procura e não te acho. Isso me causa tanta tristeza que nada mais faz sentido.

Cadê meu amor correndo atrás de mim o dia inteiro? Deitada ao meu lado quando não estava bem e em todos os momento que lembro como se fosse ontem? Como vou sobreviver sem ter que colocar mais cadeiras em cima da cama para tu não deitar? Agora posso dormir a noite inteira sem acordar com tua batidas de orelhas ao meu lado, pedindo para te tapar com teu edredon cor de rosa que tanto amava.

Agora posso ligar o ar condicionado nos dia quentes porque sei que não vai ficar resfriada e com frio. Mas teus 60 quilos de amor em cima de mim estão fazendo muita falta, tuas manas caninas não comem desde que tu foi e, como eu, não entendem tua partida tão rápida.

BRIDA sabes que foi um dos grandes amores de minha vida, iluminava meus dias e ninguém me amou tanto quanto tu. Foste, com certeza, fora minha família, o melhor presente que recebi na vida. Quem nos conheceu sabia que partilhávamos o mesmo coração, fomos feitas uma para a outra.

E agora, como vou viver sem tua presença? Como vou sair e não te ver no portão na volta? Agora posso ir tranquila, porque sei que quando voltar, tu não estará deitada sem comer e hibernando até eu chegar.

Eu sei que tenho que seguir em frente, porque muitos dependem de mim, mas quero te fazer um pedido especial. Quando puder, venha me visitar. Basta bater as orelhas e eu saberei que está ao meu lado, basta colocar o fuço em cima de minha barriga na cama que eu irei sentir teu cheiro e teu contato. Pede a São Chico que te mande logo de volta para cá. Estarei te esperando ansiosa.

Meu amor, a mãe te ama muito, só nós duas sabemos o que éramos uma para outra. Lembra quando eu ficava doente quem me cuidava? Não saía do meu lado até eu levantar. Lembra quando a mãe trazia novo favelado para casa e tu era a que nunca deixava ninguém judiar porque sabia que aquele serzinho que estava chegando precisava de ajuda?

Me sobrou pouca coisa tua, teu edredon, tua cama, tua coleira e teu prato, e hoje tenho que recolher tudo isso e guardar teus últimos vestígios, mas me deixou uma grande herança: a verdadeira amizade, o verdadeiro amor, e Deus me deu o privilégio de te ter por 8 anos.

Segue em paz amor. Mamy não vai mais ficar chorando pelos cantos te deixando mais triste, porque sei que foi muito bem recepcionada quando chegou ontem no céu. Conhece muitos aumigos por aí, alguns que tentamos ajudar e não conseguimos, mas sei que vai, com tua alegra e paciência, continuar ajudando a todos que precisam.

E eu fico aqui. As tuas fotos ficarão no mesmo lugar e o pedaço do meu coração que levou será substituído por um pedaço do teu. Lembrarei de ti por toda minha vida, meu Bidu amor, vai com Deus…

Cintia Rockenbach – cintia.rockenbach@uol.com.br

Brida RS

Brida RS Dest

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si, e levam um pouco de nós.“