Tweetar

Compartilhar



Esta filhotinha, com 4 meses, foi encontrada pelos lixeiros, na véspera do Natal.

Ela tinha sido jogada fora e o caminhão do lixo foi escolhido para fazer o transporte da menina até sua nova casa: o aterro sanitário municipal.

Por sorte, os lixeiros a encontraram e a entregaram na casa de d. Tereza, acreditando que ali ela pudesse ser ajudada.

O que eles não sabiam, era que o destino da pequena seria uma gaiola, onde ela viveu por intermináveis três meses.

fev15-003-1-mgC

Sua boca chegou a ferir, de tanto morder as grades. Estava desesperada, estressada, destruída.

Não chegaremos ao extremo de dizer que teria sido melhor ser esmagada junto com os restos humanos, mas esta seria a conclusão lógica, se ela não fosse retirada de onde estava, ou se terminasse sua vida dentro daquela gaiola.

fev15-003-mgC

Mas a adoção dela não demorou muito. Foram 3 meses de sofrimento, mas o futuro promete. Foi recebida de braços abertos pelo Fábio e sua família. E que a menina seja feliz e esqueça este tumultuado começo de vida.

Catarina