Tweetar

Compartilhar



Gatos gostam e necessitam de altura para sua saúde.

Gatos gostam de alturas, de troncos de árvores ou arranhadores para as unhas, de bolinhas de meia ou corda. Tudo isso é útil e indispensável.

Muitos gatos foram resgatados da rua, após sofrem maus-tratos e negligência. Dessa forma surge então a necessidade de proporcionar um espaço mais reservado para animais que necessitem de cuidados especiais na sua recuperação.

A construção de um gatil é a forma mais humana de se ajudar felinos indefesos e muitas vezes a única forma de salva-los da morte, por fome ou doenças.

No entanto, por mais que haja por trás a boa intenção de salvar e guardar, há a necessidade de conhecer os pontos fracos dos felinos, que muitas vezes os levam à morte e à contaminação dos saudáveis.

Para os filhotes recém-chegados no GATIL ou em casa e apartamento, o primeiro passo é deixá-los separados em uma gaiola limpa, alegre e confortável, fazendo quarentena. Vale lembrar que nessa gaiola, o ideal e indispensável é ter os seguintes níveis:

A primeira parte será térrea, onde ficará a areia higiênica.

A segunda ficará a comida e a água.

Na terceira faça as caminhas quentes e aconchegantes.

Essa gaiola pode ser usada também como um mini gatil para casa e apartamento.

Quando os gatos estão adultos ou com idade entre 4 e 6 meses, alguns protetores acreditam que eles são fortes o bastante para simplesmente ficarem em um lugar com comida e água.

Com isso muitos felinos morrem aos montes, principalmente no inverno. Por isso é importante lembrar que gatos não podem ficar com as patas frias ou molhadas por muito tempo, ou expostos ao frio.

Isso contribui para que tenham problemas respiratórios. Doenças como bronquite, rinotraqueíte, asma e pneumonia costumam afetar os felinos. Se o bichano ficar

como se estivesse prestes a expelir uma bola de pelos e passar mais tempo deitado do que o habitual, pode ser um sinal de que sua saúde não está bem.

Para evitar todas essas doenças respiratórias, o ideal é fazer prateleiras. Assim, após a alimentação e seu passeio de costume, os felinos, por extinto de sobrevivência, procurarão essas prateleiras como refugio.

No inverso é indispensável que nessas prateleiras tenham caminhas ou algo para aquecer.

Seguem alguns exemplos.