Tweetar

Compartilhar



Este garoto tem uma história muito triste.

Há aproximadamente um ano, não se sabe de onde, este lobo apareceu na porta da casa de uma protetora de animais, junto com um companheiro de rua.

Não sabemos porquê, mas eles sempre sabem onde devem buscar ajuda.  Como já era de se esperar, passaram a receber comida, água, e até antibióticos, para o controle da “Tosse Canina”, que já havia afetado os dois. Nada grave. Em poucos dias estavam novamente em boas condições.

Infelizmente, não puderam ser resgatados porque a casa estava lotada (Pra variar).

Dias depois, ocorreu o inusitado. Eles já estavam vivendo na porta da casa da Giovanna há algumas semanas.

Mais uma vez, não se sabe de onde, mais dois chegaram às portas da Giovanna, vindos do mesmo lugar que os primeiros. Mas infelizmente, não eram dois cães, mas sim dois humanos. Duas crianças se diziam donos do James. Poderia ter sido um reencontro feliz, mas essas duas crianças queriam apenas terminar o serviço que já haviam tentado, semanas antes: Matar o James.

Segundo os meninos, moradores de um bairro próximo, o Pai ordenou que eles matassem o cachorro, mas quando tentaram atingi-lo com um porrete, ele escapou e, desde então, essas doces crianças, sem ter o que fazer, vinham procurando o cachorro, para terminarem o serviço.

abr12-0077-1

Não bastava o terem abandonado. Ele tinha que ser morto, simplesmente porque os donos não mais os queriam.

Pegaram o James pela orelha e o arrastaram até um lote vago à frente da avenida. Neste momento, foram ouvidos os ganidos.

O James é um cão forte e rústico. Poderia, se quisesse, ter esmagado os braços de seus agressores com os dentes. Mas de tão humilde, preferiu apenas gritar.

A protetora que os alimentava, ouvindo os gritos, correu ao socorro do James e o salvou.

Após o ocorrido, uma tristeza enorme atingiu o James, como se ele tivesse perdido as esperanças de uma vida melhor. Continuou vivendo na porta da casa da Giovanna, recebendo tudo o que precisam, exceto a proteção de um lar e o carinho de uma família. Mais alguns meses se passaram e o James acabou conquistando a simpatia de sua protetora, que passou a abrigá-lo.

Seu companheiro errante decidiu partir e seguir seu caminho, tendo o James preferido continuar ali, onde sentia-se seguro.

Ficou tanto que acabou sendo adotado pela Giovanna.

abr12-0077-2

Um resgate de Giovanna Gamma.