Tweetar

Compartilhar



Dois dos filhotinhos das Glorinhas não estão mais entre nós. A história completa das Glorinhas está no “Histórias eternas”.

O Lobinho morreu com 4 meses de idade, vítima de total descaso de sua adotante. Uma doença de pele, de fácil tratamento, o levou à morte, com feridas abertas, e sem tratamento adequado.

Infelizmente, a adotante não se dignou sequer a avisar os doadores, que o teriam recebido de volta, ou custeado seu tratamento. Preferiu deixá-lo morrer sofrendo.

Fica registrada a nossa indignação e lamento, pelo erro na escolha da adotante. Esta é a parte mais importante de todo o processo. Infelizmente, nem sempre acertamos. Depois de todo o esforço para amparar as Glorinhas e os filhotes, um desfecho desse deixa um sabor de fracasso.

A Xuxa também teve vida curta, mas neste caso, por uma fatalidade.

Adotada por uma ótima família, foi viver em um sítio muito bonito e espaçoso, em companhia de vários outros cães. Era alegre, brincalhona, e recebia cuidados e atenção de seus adotantes. Recebeu novo nome e passou a se chamar Hanna.

Numa manhã de domingo, foi encontrada morta, sem qualquer causa aparente. A autópsia revelou a causa: Acidente ofídico. Morreu durante a noite, depois de ter sido picada por uma cobra. Seus 7 meses de vida foram intensos e bem vividos.

saudade_lobinho_e_xuxa_5Como responsável por este resgate, tenho a convicção de que nossos caminhos ainda vão se cruzar. A vida sempre nos dá uma segunda chance.

Lobinho e Hanna, sejam bem vindos. Estaremos de braços abertos para recebê-los novamente.