Tweetar

Compartilhar



Mãezinha é porte grande, meio caramelo, muito meiga e extremamente dócil. Vive em um deposito de material de construção, mas precisa de um lar de verdade, com muito conforto e carinho para ser bem cuidada.

Pedi autorização para o dono para eu cuidar dela. Eles a deixam lá para tomar conta do lugar. Já teve 4 filhotes e 3 deles morreram, por isso a chamo de Mãezinha.

Ela já estava castrada, vermifugada e vacinada. Era uma cadela muito especial e obediente, mas tinha muito medo de homens.

O anúncio foi feito, com a esperança de que sua vida pudesse ser mudada. Infelizmente, não deu. O texto abaixo foi enviado por sua protetora.

“Minha querida princesa”, sei que nem tudo esta ao alcance de nos humanos para mudar o mundo. Mas um pouquinho que fazemos ajuda a mudar o mundo de vocês. Talvez tenha sido tarde demais que olhei por você, já que te conheci há tão pouco tempo, e nesse tempo fiz tudo correndo para te dar uma vida mais digna, uma caminha quente, vacina, uma ração melhor , um ossinho para roer e uma casinha improvisada de ultima hora para você não passar mais frio,  já que dormia naquele lugar frio e sujo.

Me perdoa se talvez não pude fazer tudo que estivesse ao meu alcance. Eu nunca imaginei que você fosse partir assim tao novinha. Estou profundamente triste e chocada com a frieza de alguns humanos, que quando você estava lá, com muita febre, ninguém te acudiu. Somente eu saia de casa correndo todos os dias de manha para te dar os remédios.

Peço a Deus que encaminhe sua pura alma para a luz e que você, um dia, nesse lindo processo de evolução, volte para mim e ai, quem, sabe você sera minha de verdade. Saudade de você minha mãezinha, que sofreu tanto nesse lugar. Valécia, sua madrinha querida.

Um resgate de Valécia Leal: valecialeal@yahoo.com.br