Tweetar

Compartilhar



Proporcione ao seu cão momentos de vida livre, ainda que ele seja frágil e delicado.

Você vai se surpreender com o lobo que ainda existe nele.

Por mais distantes que estejam de seus antepassados de vida livre, não podemos nos esquecer de que os cães (todos, sem exceção) são descendentes diretos dos lobos. São classificados como “canis lupus familiaris”, ou, em termos populares, lobos domésticos. Evoluíram, foram domesticados, passaram por grandes mudanças, mas continuam sendo lobos, em essência.

Adoram a vida em matilha, se encantam com a velocidade, com longas caminhadas, e principalmente, com cheiro de terra, com água corrente, ou com perseguição a uma presa, ainda que, para alguns como a Hanna, suas presas atuais sejam apenas grilos e formigas.

Claro que poodles e outros não combinam com ciscos e carrapichos.

Mas nada que um bom pet-shop não resolva.

As brincadeiras ao ar livre são mesmo prazerosas, mas a higienização pós bagunça também é essencial. Cãezinhos também precisam de cama quente e seca, ração balanceada, banhos regulares e muitos brinquedos.

Seguindo estas dicas simples, você entenderá o real significado da expressão: “melhor amigo”. Filhotes e crianças nasceram pra crescer juntos. Está no DNA de ambos. Herança genética de quando os filhotes dos lobos, nascidos nos arredores das aldeias, se aproximaram dos filhotes humanos.