Estes são Bob e Billy. Eles foram adotados bem novinhos e viviam felizes com sua mãe humana. Dividiam com ela o ninho, a vida e uma casa bem modesta.

Há uma ordem natural que jamais deveria ser quebrada. Pais devem morrer antes dos filhos e cães devem morrer antes de seus tutores.

Às vezes, a ordem se inverte. No caso de Bob e Billy, sua mãe humana faleceu e eles perderam tudo repentinamente. Num dia, eles tinham tudo, no outro, estavam confinados a um canil.

Infelizmente, foi o que deu pra conseguir pra eles.

Sempre foram bem cuidados, tinham vacinas regulares, tomavam banhos semanais em Pet Shop e comiam boa ração.

Vieram para nosso território no mesmo dia em que se despediram de sua amiga, e claro que chegaram por aqui arrasados, tristes e sem entender nada.

O pelo longo era uma opção de sua mãe, embora o calor histórico que assolava a região de Belo Horizonte recomendasse uma tosa mais radical.

E foi nossa primeira providência. Sem o casaco, eles se sentiram melhor e com mais disposição para caminhadas e até para brincadeiras.

São cãezinhos jovens, carentes, muito carinhosos e sociáveis com outros animais. São bonzinhos até não poder mais.

Claro que a adoção deverá ser conjunta. Eles perderam tudo e só têm um ao outro. Então, eles são um organismo único, inseparáveis.

Bob e Billy estão sempre juntos, não se desgrudam, nem mesmo, ou melhor, principalmente, na hora do colo, que eles disputam sem cerimônia.

O espaço que oferecemos a eles está longe do que eles merecem e precisam. Têm abrigo, água fresca, boa ração, caminha macia e até um pouco de grama, mas tudo isso não é nada diante do que perderam.

Não temos mais a Pintada pra ajudar na socialização deles. Ou melhor, vai saber!

Hanna e Estopa fizeram as honras da casa.

Queremos pra eles adoção conjunta, e para uma casa que tenha sempre gente por perto. Eles gostam de colo e precisam conviver dentro de casa.

Uma semana depois que chegaram por aqui, já estavam mais conformados. Conformados é a palavra que melhor define o sentimento deles.

Pra quem um dia dividiu a cama com a mãe, não dá pra se acostumar com um canil. Por isso a adoção é urgente.

Billy é o Maltês branquinho. Ele pesa apenas 5 quilos e é um cisquinho. Ele é o líder da dupla.

Bob é o Yorkinho de orelhas pendentes. Embora seja menor que o Billy, ele é ligeiramente mais pesado, já que está bem roliço.

Se tiverem, na nova casa, mais um companheiro canino, também será muito bom. Eles são sociáveis e adoram as aventuras em matilha.

Com as pessoas, a adaptação é instantânea. Eles pulam no colo e se oferecem pra qualquer estranho.

E por isso mesmo é condição essencial para a adoção que na casa tenha mais colo do que cachorro. Contudo, se precisar, eles sabem dividir.

Bob e Billy são cachorrinhos de companhia. São jovens, com idade aproximada de 3 anos, estão saudáveis e com as vacinas em dia.

Também já são castrados e podem viver muito bem até em apartamento.

Passeios regulares e boas aventuras são também importantes.

Se tiver crianças na casa, vai ser tudo de bom. Eles têm energia bastante pra cansar meia dúzia de crianças hiperativas.

Contato para adoção: (31) 3477.7602.

E-mail: crispim@oloboalfa.com.br

Número do anúncio: out20-0002-mgCZ

Comentários / Mais informações sobre o anúncio devem ser obtidas com os anunciantes, no telefone ou e-mail indicados acima.