Tweetar

Compartilhar



A Babalu nos deixou e virou uma estrela bem brilhante no céu. Ela foi uma criatura de Deus maravilhosa. Infelizmente estava com 15 anos. Já estava muito debilitada, caminhava com muita dificuldade e sentia muita dor devido à artrose e artrite.

Realmente um ser iluminado. Nunca vimos uma cadela tão boazinha e tão do bem. Nunca mordeu ninguém e nenhum cão sequer. Sempre se deu bem com todos os cães que trazia para casa (e quantos…), até mesmo gatos.

Seu jeito tranquilo, bondoso e sereno deixou muitas saudades.

Agora tenho certeza que São Francisco veio pegá-la e ela vai se encontrar com o Whiski, Vovô e Lara.

Com carinho.

Lilian: linutrivet@yahoo.com.br

Babalu

Babalu partiu em em Fevereiro de 2009. Em Janeiro de 2013, a Susi, Susinha como era chamada, companheira inseparável de Babalu, já com seus 19 anos de vida, também partiu. Claro que foi de encontro à amiga.

Acreditamos que eles voltam, e voltam muito rápido. O re-encontro talvez não aconteça no céu. Talvez Babalu já esteja por aqui, à espera da Susi. Tudo isso, um dia, talvez venha a fazer sentido para alguns de nós. E que possamos evoluir o suficiente pra conseguir enxergar bem dentro dos olhos dessas criaturas. Quem sabe seremos, um dia, capazes de reconhecê-los?

Ps. Só pra registrar e ficar de exemplo, a família da Babalu viveu muitos anos em uma casa com muito espaço. Um dia, precisou se mudar para um apartamento.

Encontrar novos donos pra ela? Nem cogitaram nessa hipótese. A Babalu era parte da família. Que seja este um exemplo a ser seguido. Quantos animais são doados ou mesmo abandonados, quando a família se muda?