Tweetar

Compartilhar



Nunca uma fêmea foi tão assediada. Na grande soltura do IBAMA, em Agosto de 2015, vieram oito soldadinhos, sendo uma fêmea e sete marmanjos (Nem tanto).

O santuário tem muitos passarinhos dessa espécie e, após a soltura, todos terão a chance de constituir uma família.

Mas durante o período de aclimatação, só havia uma fêmea e claro que ela seria disputada.

Demos à nossa menina o nome de Cecília.

Soldadinho Ago15 1

A moça desfilava sem cerimônia, enquanto os rapazes tentavam se exibir, mostrando a rubra cabeleira.

As penas coloridas, em algumas espécies de aves, têm a finalidade de impressionar as fêmeas.

E os garotos estavam mesmo interessados em se exibir. A espécie é muito tranquila e nada agressiva. Brigas estão fora do cardápio. A disputa ocorre apenas com a exposição das penas vermelhas.

Soldadinho Ago15 2

O coitado do Marinheiro estava em visível desvantagem. É que ele estava bem no meio de uma muda de penas e seu topete, cheio de falhas, não tinha chance na disputa.

Soldadinho Ago15 3

Claro que uma parcela da falta de brilho pode ser também atribuída ao cativeiro. Nós sabemos bem que gaiolas retiram o brilho de qualquer pássaro.

Soldadinho Ago15 4

Teve que assistir à exibição entusiasmada do Lucão e do Topete. Eles estavam mesmo no auge da forma. Era de impressionar.

Soldadinho Ago15 5

A disputa foi grande e, até o momento da soltura, ainda não sabímaos quem tinha levado a prenda.

Valia tudo pra impressionar a garota.

Soldadinho Ago15 6

O dia da soltura chegou e um batalhão inteiro ganhou a liberdade.

É certo que vão se multiplicar, e que nossas matas ganhem plumas vermelhas. Esperamos poder registrar a construção dos ninhos, a postura dos ovos, o nascimento e os primeiros voos dos filhotes que vierem.

E que nenhum outro soldado seja trancafiado. O mundo precisa de tantos topetes vermelhos quantos a vida for capaz de produzir.

Soldadinho Ago15 7

Soldadinho Ago15 8

Soldadinho Ago15 9

Soldadinho Ago15 10

Tico-tico-rei-cinza. Também conhecido como abre-fecha, maria-fita (Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba), cravina, galinho-da-serra, batalha, tico-tico-do-sertão e tico-tico-rei, primavera (Rio grande do Norte), galo-de-campinha (norte da Bahia), cristinha (interior da Bahia), sibispo, soldadinho e tico-tico-de-mato-virgem (Minas Gerais).

É predominantemente granívoro, esmagando as sementes com o bico. Come também insetos e outros artrópodes.

Faz o ninho em formato de tigela, semi-esférico. Cada ninhada geralmente tem entre 3 e 5 ovos, tendo de 2 a 3 ninhadas por temporada. Os filhotes nascem após 13 dias. Seu ninho é parasitado por outro pássaro (Molothrus bonariensis), que coloca os ovos para a fêmea do tico-tico-rei-cinza chocar.

O mesmo ocorre com o Tico-tico comum.

Vive na caatinga, mata seca e restinga. No Mato Grosso, Goiás e oeste de Minas Gerais aproxima-se do Lanio cucullatus (Tico-tico-rei) encontrando-se com ele em certos locais e com ele hibridando-se. Anda no chão ou nos arbustos baixos, a pouca altura do solo. Na caatinga, procuram as poucas fontes de água em bandos numerosos.

Quando colocado em cativeiro, não acontece nada do que foi narrado acima. Eles têm a vida roubada, por 15 ou 20 anos. E isso vale também para aqueles nascidos em criatórios autorizados. As aves não entendem nada de leis humanas.

Soldadinho Ago15 11

Soldadinho Ago15