Tweetar

Compartilhar



Entre dez macaquinhos e duzentos e quarenta passeriformes, havia meia dúzia de psitacídeos, de duas espécies diferentes.

Chegaram ao santuário pelas mãos de biólogos e veterinários do IEF.

Driano e Arinubia 1

Psitacídeos são monogâmicos e vivem em pequenos grupos.

É esperado, e mesmo desejável, que animais recém-libertados possam se unir a um grupo nativo. Afinal, se, na nova vida livre, puderem  se espelhar em amigos mais experientes, suas chances serão maiores.

Driano e Arinubia 2

Eram seis, sendo cinco periquitos-reis, de topete amarelo, e um único periquiro-de-encontro-amarelo, também chamado periquito-rico.

Ao solitário periquito-de-encontro-amarelo, demos o nome de Driano. Não foi o primeiro espécime libertado sozinho e, como no santuário sempre aparecem bandos numerosos da mesma espécie, sabíamos que ele teria boas chances de encontrar sua turma.

Driano e Arinubia 3

Por alguns dias, ele voou sozinho.

Driano e Arinubia 4

Percorria as plantações de sementes, colhia as frutas, o milho e tudo que estava plantado ali dentro do viveiro, para que eles aprendessem a comer direto da fonte, usando cada vez menos os comedouros.

Driano e Arinubia 5

Entre os periquitos-reis, tudo seria mais fácil. Instintivamente, eles buscam a proteção do bando e, com 5 periquitos, eles poderiam iniciar a vida livre em bando.

Em nosso viveiro de aclimatação, eles ficaram por pouco mais de 30 dias, sendo que o primeiro casal se formou em apenas dois dias.

Driano e Arinubia 6

Mas algo especial estava pra acontecer naquele recinto. Entre canários e sabiás, é claro que o Driano acabaria por preferir a companhia daqueles com quem mais se identificava.

E não demorou a se enturmar com os outros psitacídeos, mesmo que fossem um pouco maiores e de outra espécie.

Ele não deve ter referência de seu antigo bando. Provavelmente, foi arrancado do ninho ainda pequeno e cresceu sozinho. A aproximação a um bando de outra espécie indicava que ele cresceu sem conhecer os seus. Teve vida solitária.

Driano e Arinubia 7

A simples aproximação à turma do topete já seria inusitada, mas algo mais aconteceu.

Dentre as moças solteiras, havia uma chamada Arinúbia, que acabou dando um pouco de trela para o coitado carente.

Conseguimos registrar o início do namoro. Ele pousou no mesmo poleiro e foi se aproximando aos pontos.

Driano e Arinubia 8

A moça se fez de difícil mas o rapaz era bom de lábia. Logo se rendeu e os dois tornaram-se inseparáveis.

Driano e Arinubia 9

O compromisso ficava mais forte a cada dia. Arinúbia se encantou mesmo pelo garoto de duas cores. Defendia seu namorado e não deixava que outras moças sequer olhassem pra ele, embora fizessem parte do mesmo bando.

Driano e Arinubia 10

Viveram o namoro durante todo o período de aclimatação.

Junto com os outros quatro periquitos-reis, formaram um pequeno bando, com pelo menos dois casais já formados.

Driano e Arinubia 11

No dia da soltura, eles já estavam voando com desenvoltura.

Driano e Arinubia 12

Deixaram juntos o viveiro. Um bando de seis periquitos, e a essa altura, pouco importa se são todos da mesma espécie.

Driano e Arinubia 13

Driano e Arinubia 14

Viva a diferença. Não sabemos se Driano e Arinúbia continuarão juntos. O que importa é que se mantenham livres.

Na região, outros grupos cruzarão o caminho deles, tanto de periquitos-reis quando de periquitos-ricos. Talvez eles se separem em algum momento.

Mas, no dia da soltura, lá estavam Driano e Arinúbia, quase de mãos dadas, pra ganharem juntos a liberdade.

Driano e Arinubia 15

Se gerarem filhotes, é certo que não serão avós, pois espécies diferentes não geram descendentes férteis.

Mas nosso desejo é que sejam felizes e que tenham vida longa.

Abaixo está uma galeria de fotos tiradas durante o período de aclimatação, e também no dia da soltura.

Driano e Arinubia 16

Driano e Arinubia 17

Driano e Arinubia 18

Driano e Arinubia 19

Driano e Arinubia 20

Driano e Arinubia 21

Driano e Arinubia 22

Driano e Arinubia 23

Driano e Arinubia 24

Driano e Arinubia 25

Driano e Arinubia 26

Driano e Arinubia 27

Driano e Arinubia 28

Driano e Arinubia 29

Driano e Arinubia 30

Driano e Arinubia 31

Driano e Arinubia 32

Driano e Arinubia 33

Driano e Arinubia 34

Driano e Arinubia 35

Driano e Arinubia 36

Driano e Arinubia 37

Driano e Arinubia 38

Driano e Arinubia 39

Driano e Arinubia 40

Driano e Arinubia 41

Driano e Arinubia 42

Driano e Arinubia 43

Driano e Arinubia 44

Driano e Arinubia 45

Driano e Arinubia 46

O dia da soltura.

Driano e Arinubia 47

Driano e Arinubia 48

Driano e Arinubia 49

Driano e Arinubia 50

Driano e Arinubia 51

Driano e Arinubia 52

Driano e Arinubia 53

Driano e Arinubia 54

Driano e Arinubia 55

Driano e Arinubia 56

Driano e Arinubia 57

Driano e Arinubia 58

Driano e Arinubia 59

FVS 3

Driano e Arinubia

IBAMA IEF FVS