Tweetar

Compartilhar



Elvis é um trinca-ferro que viveu por muitos anos em uma gaiola. Um dia, seus donos decidiram buscar algo melhor pra ele. E o que pode ser melhor para uma criatura com asas do que a liberdade?

Através de uma amiga e voluntária da causa animal, Elvis cruzou nosso caminho.

Ele chegou ao santuário em uma manhã de sexta-feira. Dentro do viveiro de aclimatação, estavam outros dois trinca-ferros, chamados de Pena Branca e Xavantinho, que também se preparavam para ganhar a liberdade.

http://oloboalfa.com.br/pena-branca-e-xavantinho-antes-tarde/

Elvis trinca ferro 1

Não poderíamos soltar o Elvis sem antes testar a socialização com os dois moradores do viveiro. É que a espécie pode se tornar agressiva e os dois moradores haviam sido isolados daqueles que foram soltos antes, exatamente por causa de brigas.

Então, penduramos a gaiola do Elvis e esperamos a reação dos dois anfitriões.

Elvis trinca ferro 2

Não demorou muito para a presença do forasteiro ser notada. Xavantinho estava ali, altivo, de cabeça erguida, deixando claro que aquele território tinha um rei.

Elvis trinca ferro 3

Não demorou muito e a aproximação aconteceu. Pena Branca manteve-se distante, mas o Xavantinho não teve receio e chegou bem perto.

Elvis trinca ferro 4

Depois, empoleirou-se sobre a gaiola, dando sinais de que havia ali algum grau de hostilidade.

Elvis trinca ferro 5

O Elvis também não fez nenhuma questão de ser agradável.

Elvis trinca ferro 6

Não seria possível uma convivência pacífica, pelo menos no primeiro momento.

Quando estiverem livres, terão espaço suficiente pra evitar o confronto, mas em um viveiro de aclimatação, seria grande o risco de um deles se ferir com gravidade.

Então, a solução foi manter o Elvis em um viveiro menor, de quarentena, esperando a libertação de Xavantinho e Pena Branca, que estaria marcada pra acontecer dentro de mais umas duas semanas.

Enquanto preparávamos o terreno, a gaiola do Elvis foi deixada dentro do viveiro de quarentena, para evitar que, mesmo pelas grades, eles pudessem se machucar.

Elvis trinca ferro 7

E nem essa distância intimidou o nosso brigão de penachos.

Ele foi para a porta da nova casa do Elvis, contar desaforo. Mas toda essa hostilidade não durou muito.

Foi só o tempo necessário para que eles se acostumassem com a presença do outro.

Elvis trinca ferro 8

Soltamos o Elvis em seu novo e provisório viveiro, e esperamos para ver sua reação.

Ele pisou a terra pela primeira vez e experimentou novos sabores.

Elvis trinca ferro 9

É que, assim que os amigos da MegaZoo souberam da história do Elvis, decidiram apadrinhá-lo e garantir a ele uma nutrição especial, para que ele se recuperasse e ficasse forte quando ganhasse a liberdade.

E não só o Elvis ganhou presentes. O João, nosso hóspede permanente que dividirá com ele o recinto por alguns dias, e toda a turma que já está em liberdade.

http://oloboalfa.com.br/joao-pra-ele-nao-da-mais/

Valeu, tia, Cris. Tem uma certa mascote que atende (quando lhe convém) por Duda, que ficou meio enciumada, mas ela vai sobreviver.

Elvis trinca ferro 10

O Elvis ficou por um tempo se fortalecendo e aproveitando o pequeno e provisório território que lhe foi dado.

Elvis trinca ferro 11

Depois de pisar a terra e ciscar grãos espalhados propositadamente pelo chão, era hora de testar as asas.

E ele buscou os galhos mais acima, sem nenhuma dificuldade. O futuro se mostrava promissor para o garoto.

Elvis trinca ferro 12

Aquele viveiro de quarentena está longe do ideal, mas era o que podíamos oferecer a ele naquele momento.

Elvis trinca ferro 13

De sua antiga gaiola, não sobrou muita coisa. As razões são óbvias: esses instrumentos de tortura precisam ser abolidos desse planeta. Nem como peças de museu deverão servir, pois envergonhariam a humanidade.

Elvis trinca ferro 14

Alguns dias mais tarde, Pena Branca e Xavantinho ganharam a liberdade, finalmente.

E como comemoração para o Elvis, ele ganhou um recinto maior. Em nosso viveiro de aclimatação, ele pode, finalmente, preparar as asas para a liberdade. O caminho agora é rumo à liberdade, e sem volta.

Elvis trinca ferro 15

Continua apreciando as sementes pra lá de especiais da MegaZoo, mas a dieta com as frutas da estação precisa ser estimulada.

Mais que aprender a voar, ele precisa aprender a ser uma ave livre.

Elvis trinca ferro 16

E a preparação foi intensa e muito bem aproveitada por ele.

Elvis trinca ferro 19

Elvis trinca ferro 20

A libertação do Elvis aconteceu nos primeiros dias de outubro, aproximadamente 30 dias depois de sua chegada. Ele já estava voando com a habilidade daqueles que nasceram livres. Já foi visto nos comedouros do entorno, interagindo com outros de sua espécie, sem qualquer sinal de agressividade.

E que Elvis encontre uma Priscila e que eles tenham muitos e muitos filhos. Mais que povoar um território com aves apreendidas ou libertadas, precisamos povoá-lo também com aves nascidas em liberdade. Só assim estaremos fazendo alguma coisa também por aqueles que não tiveram a mesma sorte e que perderam a vida nas prisões.

Elvis trinca ferro 17

 

Elvis trinca ferro 30

Elvis trinca ferro

Atenção. Não recebemos animais silvestres. Só o IBAMA tem essa prerrogativa, através do CETAS – Centro de Triagem de Animais Silvestres.