Tweetar

Compartilhar



Ela foi resgatada atropelada no Viaduto de Santa Tereza, no dia 31/12/2013. É uma cadelinha de porte pequeno a médio.

Foi socorrida e levada às pressas para uma clínica veterinária. Infelizmente, em decorrência do atropelamento (assim que foi resgatada ficou internada na Clínica São Geraldo), a pata dianteira direita está sem sensibilidade, pois parece que foi atingido o nervo.

Está em tratamento com 2 medicamentos, mas se a medicação não surtir efeito, terá que amputar a pata direita (a cirurgia, se necessária, será custeada por seus protetores). Os cães se adaptam muito rápido e vivem muito bem com apenas 3 patas, mas algumas pessoas não querem adotar um cãozinho deficiente.

Ela sempre foi um doce de cadelinha e adora carinho e colo. Convive muito bem com outros animais.

De lar temporário a definitivo. Abaixo, o depoimento da Fúlvia, sobre a adoção da Malu, ou melhor, Sargent Pepper’s.

Esta filhotinha especial (Malu Brigitte, hoje chamada Sargent Pepper’s) acabou sendo adotada por mim e meu marido.

Agora, não consigo mais imaginar nossa vida sem ela. Demos a ela lar temporário por uma semana, após perder meu grande amor Benevites, aos 14 anos (meu poodlezinho preto). Ela nos deu uma grande alegria. É claro que ninguém substitui ninguém, mas eu penso que exatamente por ter esse amor tão grande, não poderia deixar de doá-lo a outros cães.

E ela conquistou meu outro cão, adotado, o George Harrison,  assim como nos conquistou. Acabou fazendo a cirurgia de amputação e está mais levada e linda do que antes.

Isso nos faz ver que a deficiência está mais nos olhos de quem vê, do que propriamente de quem a possui. Segue abaixo o link de um vídeo dela um dia depois da cirurgia (17 de março de 2013).

http://www.youtube.com/watch?v=9fOOrPYCD1E

Um resgate de Fúlvia Macnog: fulviamacnog@gmail.com